+ Info

Transportes

Barco Barreiro - Lisboa (Terreiro do Paço) 

Horários disponíveis AQUI.

Viagens gratuitas na cidade

O portador de bilhete para o festival pode também usufruir de viagens gratuitas nos autocarros dos Transportes Colectivos do Barreiro, a partir das 15h do dia dos espectáculos.

Shuttle Barreiro - Lisboa
Disponibilizamos um autocarro, após o final dos concertos de dias 7 e 8, entre o local dos espectáculos e os Restauradores (Lisboa). Os bilhetes podem ser adquiridos na Flur (Lisboa) ou no próprio dia e local (sujeitos a lotação limitada).

Locais

BE JAZZ CAFÉ / ESCOLA DE JAZZ DO BARREIRO

Rua Salvador Correia de Sá, nº6

GPS: 38.66271,-9.07939

Como chegar: Autocarros 1 / 3 / 7 / 71

Google Maps


ADAO – ASSOCIAÇÃO DESENVOLVIMENTO ARTES E OFÍCIOS

Rua da Recosta, nº1

GPS: 38.6556372,-9.0774363

Como chegar: a pé a partir do Terminal Fluvial (2min)

Google Maps 


Convento da Madre de Deus da Verderena

Praceta Gonçalo Mendes da Maia

GPS: 38.654064,-9.062757

Como chegar: Autocarros 9 / 10 / 14 / 15

Google Maps


Auditório Municipal Augusto Cabrita

Av. Escola de Fuzileiros Navais (Parque da Cidade)

GPS: 38.64907,-9.062102

Como chegar: Autocarros 2 / 3 / 72

Google Maps


A Cidade

O Barreiro é uma cidade de média dimensão, à escala nacional, na Margem Sul do Rio Tejo (a 20min de Lisboa, de carro ou de ferry), na fronteira norte do Distrito de Setúbal. Tendo sido, durante todo o séc.XX, uma das principais cidades industriais do país, o Barreiro tem vindo, lentamente, a procurar redefinir a sua identidade, sem perder algumas das principais características herdadas da sua história: a cooperação, a criatividade, a resiliência e a hospitalidade, aliadas a um forte sentimento identitário e à ligação íntima com o Tejo, sempre presente.

Alojamento

Em Lisboa: Lisbon Lounge Hostel / Living Lounge Hostel

10% de desconto para estadia de uma noite em período de festival, 15% para duas noites, e 20% para mais de duas noites. Para usufruir destes preços, deve enviar um mail directamente para o hostel, mencionar que pretende deslocar-se ao OUT.FEST, e seguir os procedimentos indicados para a reserva.

Living Lounge: info@livingloungehostel.com / www.livingloungehostel.com (orange logo)
Lisbon Lounge: info@lisbonloungehostel.com / www.lisbonloungehostel.com (blue logo)


No Barreiro: Pensão Residencial Príncipe

residencialprincipe@gmail.com / www.residencialprincipe.pt


O que visitar?

Praia / Moinhos De Alburrica / Escola De Surf Do Barreiro

Construídos em 1852 de acordo com a tipologia dos famosos moinhos holandeses, os três moinhos de Alburrica funcionaram durante praticamente um século. Tendo sido desactivados em 1950, o maior dos três, o moinho gigante, foi casa de pescadores e suas famílias durante praticamente mais cinquenta anos, altura em que, em 1998, foi designado Património Municipal. O Moinho Poente ostenta um motivo em azulejo alusivo a Nª Srª do Rosário, santa padroeira da cidade do Barreiro. No mesmo local encontramos a Praia do Bico do Mexilhoeiro, também conhecida como de Alburrica, cujas obras de beneficiação em curso, alheadas à gradual despoluição do Tejo, têm vindo a tornar num dos locais mais apetecíveis e com maior potencial da Cidade – uma praia Fluvial com uma razoável extensão e bons equipamentos de apoio. Também recentemente, um dos moinhos passou a albergar a Escola de Surf do Barreiro, um exemplo de criatividade dado por uma associação – a Gasoline – que tem vindo nos últimos anos a explorar o potencial do surf nas ondas geradas pela passagem dos catamarans que ligam o Barreiro a Lisboa.

GPS: 38.656862,-9.087229
Google Maps


Avenida da Praia

A Avenida da Praia (nome oficial: Av. Bento Gonçalves) é dos mais acarinhados segredos do Barreiro, fruto da sua peculiar beleza e luminosidade. Autêntica varanda sobre o Tejo, é um espaço privilegiado para joggers, pescadores matinais, casais apaixonados e cães passeando os seus donos, numa das mais belas vistas para a cidade de Lisboa em toda a Margem Sul.

GPS: 38.663259,-9.082674
Google Maps


Cidade Industrial

Durante tantos anos um quase sinónimo de Barreiro, a vasta zona industrial da cidade é ainda uma zona na qual se joga a identidade da cidade – passada, presente, e futura. O actualmente denominado Parque Empresarial da Baía do Tejo é hoje um vasto território em requalificação, com uma presença já escassa de indústria pesada e um peso crescente das empresas de serviços, em processo contínuo de abertura à cidade. Nele vale a pena visitar o Bairro Operário, o Museu Industrial, o incrível Mausoléu do industrial Alfredo da Silva e as Reservas Museológicas do Barreiro.

GPS: 38.665491,-9.073784
Google Maps


Antiga Estação Fluvial e Ferroviária

Projectada por Miguel Pais, engenheiro cujo nome ficou imortalizado numa das principais artérias da cidade, a antiga Estação Ferroviária e Fluvial do Barreiro é, ainda hoje, um dos mais belos ‘castelos’ do Barreiro, com a sua conjugação de traços românticos, industriais e neo-manuelinos. Até praticamente o final do milénio constituiu ponto de partida para a linha do Alentejo e do Algarve, sendo ponto de passagem de inúmeros turistas a caminho da região mais a sul do país, enquanto, ao mesmo tempo, servia as deslocações laborais diárias de milhares de barreirenses. Situada em pleno ponto de confluência entre o Tejo e o Rio Coina, possui ainda hoje uma aura perante a qual é impossível ficar indiferente.

GPS: 38.653272,-9.08048
Google Maps


Convento da Madre de Deus da Verderena

Concluído em 1609, de acordo com a tipologia de construção característica dos monges Franciscanos Arrábidos, o Convento da Verderena foi adquirido pelo Município em 1969, mas foi apenas a partir de 1995 que se realizou uma efectiva recuperação do edifício, mantendo o traçado original, e uma requalificação do seu uso para fins eminentemente culturais. A antiga Capela e os claustros acolheram já vários concertos integrados no OUT.FEST. Há um rumor, nunca confirmado, que afirma que parte dali um túnel secreto com ligação directa à Arrábida.

GPS: 38.654064,-9.062757
Google Maps


Reserva Natural Local da Mata da Machada e Sapal do Rio Coina

Elevada ao estatuto de Reserva Natural Local em 2012, a Mata da Machada e Sapal do Rio Coina é um dos grandes pulmões naturais da Margem Sul do Tejo, e uma vasta área onde a palavra biodiversidade faz cada vez maior sentido – nela existe o Centro de Educação Ambiental, uma valência da Câmara Municipal do Barreiro, que dinamiza em permanência a fruição ambientalmente responsável de toda a área. Com origens intimamente ligadas aos Descobrimentos (foi D. João II quem, no séc. XV, a mandou plantar, daí a sua designação original “Mata Real”), era na Mata da Machada que se obtinha grande parte da madeira destinada à construção de caravelas e naus; era também um importante centro de produção de artefactos industriais e de uso doméstico, como veio atestar a descoberta de um forno cerâmico datado do mesmo período, e em volta do qual podemos encontrar o campo arqueológico local. É, hoje em dia, um local privilegiado para desporto e lazer.

GPS: 38.617155,-9.04733
Google Maps


Igreja da Nª Srª da Graça de Palhais

Classificada como Monumento Nacional, em particular devido ao seu portal Manuelino, a Igreja da Nª Sr.ª da Graça assinala uma época, o séc. XV, em que a agora Freguesia de Palhais constituía o principal núcleo populacional na área que compreende o actual Concelho do Barreiro. A sua construção esteve directamente relacionada com a Ordem de Santiago, tendo nela tido influência directa Paulo da Gama, irmão de Vasco da Gama.

GPS: 38.626267,-9.049291
Google Maps


Parque da Cidade

Qualquer barreirense que tenha crescido nos anos 80 se lembra dos armazéns abandonados da fábrica de cortiça Granadeiro, onde o stock de discos de vinil de música clássica à disposição parecia infindável. Em 2000, e erguido nessa área mítica, foi inaugurado o Parque da Cidade, área de excelência para lazer, desporto, ou dolce-far-niente. É lá que fica o Auditório Municipal Augusto Cabrita, sala nobre de espectáculos da cidade, e uma das salas que acolhe o OUT.FEST.

GPS: 38.64907,-9.062102
Google Maps


Praça do Mercado 1º Maio / Parque Catarina Eufémia

Ponto de paragem obrigatório e uma das faces da renovação do centro da cidade empreendida em 2010 através do projecto do arquitecto catalão JoanBusquets, a praça que une o Parque Catarina Eufémia ao Mercado Municipal 1ºMaio conta com cafés e restaurantes com esplanadas que obrigam a espreguiçar vagarosamente em dias de sol. Nela se encontra também o Posto de Turismo do Barreiro.

GPS: 38.661374,-9.07842
Google Maps


Cervejaria Christelle-mar / Polis Quinta da Lomba

Uma das áreas a beneficiar, em anos recentes, de uma necessária requalificação, a zona ribeirinha da Quinta da Lomba tornou-se rapidamente num dos locais mais aprazíveis da cidade; com o seu espelho de água e passadiço sobre o Tejo, é parte integrante do circuito de jogging e ciclovia da cidade, e ainda um dos melhores locais para assistir ao pôr-do-sol junto ao Tejo. Na zona, encontramos aquela que é, actualmente, das melhores marisqueiras da cidade – a Christelle-Mar.


GPS: 38.646548,-9.064548
Google Maps


Tasca da Galega

A Galega é um pequeno restaurante em pleno centro da cidade. Com uma vasta história, conhece desde há dois anos um novo capítulo na sua gestão, a cargo agora de João Cruz akaJohny Intense, ele próprio uma figura histórica da cidade – integrou incontáveis projectos ao longo das últimas décadas, sendo actualmente o guitarrista dos TheAct-Ups, um dos mais notáveis nomes da cena rock n’roll barreirense. É também um dos organizadores do festival Barreiro Rocks. A Tasca da Galega é, hoje em dia, o local onde nos podemos dirigir para refeições de espírito caseiro (as melhores batatas fritas da cidade estão aqui), num ambiente de proximidade eatmosfera calorosa, cortesia da sua equipa e de uma decoração que vai de posters de anúncios vintage de produtos portugueses, até paredes cobertas de fotografias de notáveis artistas locais e internacionais.

www.facebook.com/atascadagalega
GPS: 38.660913,-9.077991
Google Maps


Pastelaria Moderna

Poucos não-barreirenses o sabem, mas existe doçaria tradicional na cidade; o ex-libris é, sem sombra de dúvida, a gigante bola de manteiga da Pastelaria Moderna, à qual todos os iniciados voltam irremediavelmente. Vale mesmo a pena descobri-la.

www.facebook.com/pastelaria.moderna
GPS: 38.658922,-9.067382
Google Maps


À Portuguesa Bar

Bar com localização privilegiada, com uma esplanada invejável a 20m do Tejo e uma particularidade que é todo um programa e identidade: serve apenas produtos portugueses, do antigo Capilé ao sempre-presente Licor Beirão, com especial ênfase para algumas criações próprias para petiscar como a Hamburgalheira, que é exactamente isso que o nome promete.

www.facebook.com/aPortuguesaBrr

GPS: 38.664536,-9.078151
Google Maps


Bar D’os Penicheiros

O Barreiro é, como se diz, cidade de associativismo. Das largas dezenas de colectividades existentes, poucas são tão marcantes como Os Penicheiros, instituição já centenária. Pelo seu bar passam, ainda hoje, grande parte dos eventos culturais que marcam o quotidiano da cidade: concertos, cinema, teatro, exposições de arte; é também ponto de encontro habitual e epicentro da vida nocturna do Barreiro.

www.facebook.com/bardospenicheiros

GPS: 38.663281,-9.079708
Google Maps


Be Jazz Café / Escola de Jazz do Barreiro

Local de já vários concertos míticos no OUT.FEST, o Be Jazz Café é ponto de encontro habitual para os amantes do jazz mais tradicional, semana após semana. A programação regular inclui jam sessions e concertos da Big Band da Escola de Jazz do Barreiro, que funciona no mesmo edifício.

GPS: 38.66271,-9.07939
Google Maps


Casa do Hugo

Um dos restaurantes de referência do Barreiro, e o primeiro a vir à mente, invariavelmente, quando se pensa num peixe fresquíssimo grelhado na perfeição. Como bónus, a possibilidade de fazer a refeição numa esplanada com vista para o Tejo.

www.facebook.com/casadohugo.barreiro

GPS: 38.662896,-9.083415

Google Maps

 


O Pial

Um clássico moderno na cidade, e escolha de eleição para vegetarianos e adeptos de comida saudável e caseira em geral. Com uma decoração realmente vintage, um ambiente descontraído e uma pequena esplanada no terraço onde as horas passam a voar, é um dos melhores spots para almoço no centro da cidade.

http://www.facebook.com/pages/O-Pial/211207579056984
GPS: 38.662281,-9.07666
Google Maps